Churrasco em Domicílio: 7 melhores carnes para assar e agradar você e seus convidados

É certo que a maioria dos brasileiros é apaixonada por futebol, cerveja e um bom churrasco, não é mesmo?

Mas, se você acha que para preparar um churrasco em domicílio de primeira é só temperar qualquer carne com sal grosso e colocar na churrasqueira, engano seu. Existem alguns tipos de carnes que trazem muito mais sabor, maciez e ainda podem ser temperadas de forma especial para agradar os convidados.

Se você pensa que somente as churrascarias gaúchas entendem do assunto, saiba que é possível fazer um ótimo churrasco em casa, inclusive em SP! Conheça a seguir as sete melhores opções de carnes para um churrasco em domicílio de dar água na boca.

Picanha

Este é um dos cortes mais desejados. A picanha traz maciez, sabor e equilíbrio entre carne e gordura. Lembre-se que a verdadeira picanha não pode ultrapassar 1.2 KG. Se você comprar uma carne acima desse peso, mais provável é que você estará levando coxão duro!

A picanha pode ser preparada com apenas sal grosso ou com outros temperos, como pimenta do reino e alho em pasta.

Fraldinha

Este é um tipo de carne de corte pequeno e fibras mais longas. Para quem não gosta muito de gordura, a fraldinha é uma opção mais leve e macia.

Ao escolher a carne, prefira fraldinhas grandes e com gordura, pois isto indica que ela provém de um animal mais saudável.

Maminha

Talvez esta seja a carne com maior nível de gordura. Entretanto, é justamente por isso que é mais macia, saborosa e suculenta. Para servir a maminha, lembre-se sempre de cortá-la em fatias que vão contra as fibras da carne.

Alcatra

A alcatra é uma opção mais barata, mas que não deixa a desejar. Seu preparo é rápido, de, no máximo, 25 minutos, e fica ótima quando é feita na grelha. Por isso, prefira cortá-la em bifes de dois ou três centímetros.

Contrafilé

Este é um tipo de carne de muito suco, por isso, é preferencialmente servida malpassada ou no ponto. O contrafilé também é conhecido como filé curto ou lombo desossado e deve ser servido em bifes ou em pequenas fatias.

Costela Gaúcha

Além de ser muito saborosa, esta carne possui menos osso e mais carne. É ideal para ser assada ou até mesmo utilizada em ensopados. Uma boa dica para prepará-la é temperar a carne um dia antes de ser assada. Dessa forma, os temperos se apropriam da carne e a tornam ainda mais macia.

Costela Suína

Esta carne possui mais osso que a costela gaúcha. Entretanto, é igualmente saborosa e deve ser servida preferencialmente assada. Uma opção é temperá-la como molho barbecue, que irá acentuar ainda mais o seu sabor.

Cuidado especial

Se você for comprar uma carne cortada na hora, observe a coloração da peça. A cor ideal deve ser puxada para um vermelho rosado.

Carnes mais escuras devem ser evitadas, pois a coloração indica que a peça já não é mais tão saudável assim.

Tags:
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE